Tiro com Arco

Foto: Fernando Maia/MPIX/CPB

Paradens Tiro com Arco
Foto: Cezar Loureiro/MPIX/CPB

O Tiro com Arco é o esporte que teve a primeira competição organizada para atletas em cadeira de rodas e é uma das modalidades que fizeram parte dos primeiros Jogos Paralímpicos, em Roma 1960.

Esta modalidade é aberta para atletas com deficiência física que podem competir com dispositivos de assistência, permitidos nas regras de classificação. O esporte testa a acurácia, força e concentração do atleta.

No tiro com arco paralímpico, o tamanho do alvo e a distância dos stands dos competidores são diferentes, baseados nas categorias de competição. Em provas individuais, os competidores lançam 72 flechas no alvo de 10 círculos, divididos em 12 tentativas, cada uma com seis flechas. Os melhores atletas avançam para disputas eliminatórias, com 15 flechas.

Um arqueiro utilizando um arco recurvo lança ao alvo, de 1.22m de diâmetro, a uma distância de 70m. Já com o arco composto, considerando o alvo de 80cm de diâmetro, lançará a uma distância de 50m.

O Tiro com Arco é administrado internacionalmente pela World Archery.

Paradens Tiro com Arco
Foto: Fernando Maia/MPIX/CPB
Paradens Tiro com Arco
Foto: Cleber Mendes/MPIX/CPB

Sistema de Classificação

No tiro com arco, os atletas são divididos em quatro classes, que se diferenciam pelas capacidades do atleta de ficar em pé e/ou de locomoção nos braços e tronco: Standing, W1, W2 e VI.

A classe Open contém atletas em pé e atletas que fazem o uso de cadeiras de rodas. Os arqueiros se posicionam em um ângulo de 90 graus em relação ao alvo e podem usar suporte corporal. 

Os atletas da classe W1 podem usar qualquer arco, limitado a 45 libras no peso de tração e sem miras de aumento.

Classe no Tiro com Arco Elegibilidade
Deficiência Física
W1 Atletas com deficiência nos braços e nas pernas, com movimentos limitados e pouco controle dos braços e pouco ou nenhum controle do tronco.
W2 Atletas com paraplegia e mobilidade articular limitada nos membros inferiores e que precisam da cadeira de rodas para uso diário. Competem juntos com ARST.
Standing Atletas sem deficiência nos braços, mas com deficiência leve nas pernas. Pode atirar em pé ou sentado.
Deficiência Visual
VI1 (B1) Cegueira total - Acuidade visual menor que 2.6 LogMAR
VI2/3 (B2) Cegueira Parcial (baixa visão) - Acuidade visual entre 1.5 a 2.6 LogMAR, e/ou campo visual entre 0 a 10°.
(B3) Cegueira Parcial (baixa visão) - Acuidade visual entre de 1.0 a 1.4 LogMAR, e/ou campo visual definido entre 10° e 40°.

Os arqueiros com deficiência visual podem utilizar dispositivos auxiliares, como vendas, mira tátil e um assistente ou técnico; conforme autorizado pelo Classificador e conforme descrito nas Regras de Tiro com Arco. 

Site das Confederações